Bacia hidrográfica do Guaíba

Bacia hidrográfica do Guaíba

Como se formou nossa capital

“O Guaíba é o mais importante bem ambiental, histórico-cultural e paisagístico da cidade de Porto Alegre e toda a região metropolitana. Foi nas margens do Guaíba que se reuniram em torno de fogueiras os ancestrais da terra sul-rio-grandense, de cuja língua herdamos o nome desse corpo d’água. Com naturalidade, os índios conheciam os canais serpenteantes do delta, este caprichoso labirinto hidrográfico resultante do encontro das águas dos rios Jacuí, Caí, Sinos e Gravataí.

Quando os colonizadores europeus por aqui incursionaram, ficaram impressionados ao avistarem, de longe, do alto dos morros, um desenho que lembrava uma espécie de “mão do encontro das águas”. E, um pouco distante desse singular fato hidrográfico, mas próximo à estrada do litoral, firmaram os alicerces da antiga capital Viamão. Depois, com a decisão de ocupar essas vastas terras sulinas, vieram os colonizadores açorianos que aportaram nas margens do Guaíba, em um ancoradouro próximo à antiga foz do arroio Dilúvio, de águas cristalinas. Instalando-se na encosta norte da crista dos morros que conforma a ponta do Gasômetro, deram lugar a uma vila e a uma grande descoberta: tratava-se de um local privilegiado, estrategicamente protegido e, ao mesmo tempo, com conexão hidroviária tanto para o interior do Continente quanto para alcançar o Atlântico e rumar para as grandes cidades do centro colônia. E assim, graças ao venturoso reservatório d’água para a vila de Porto Alegre foi transferida a capital do Rio Grande de São Pedro.

Desde essas épocas, o Guaíba foi o amálgama cultural que forjou a capital da Província e, a seguir, do estado do Rio Grande do Sul. Em suas amplas margens de água doce e seguras, floresceu uma cultura que abrigou a todos os que para cá aportaram. A abundância de água para o abastecimento, o descarte de dejetos, e o abrigo da flora e da fauna conferiu condições de suporte a um grande assentamento humano.”

Fonte: O Guaíba é um lago – Rualdo Menegat, Clovis Carlos Carraro

Entendendo o Guaíba

Notícias Relacionadas

Deixe uma Resposta